Gratis Joomla Templates by Hostmonster Coupon

Rotas a Sul

As Rotas para Sul
Quanto mais para Sul, mais no meio do Nada se sentirá. Com efeito, a costa egípcia entre Marsa Ghalib e Hamata sugere-nos que de facto estamos longe da civilização, eventualmente perdidos noutro planeta. Alguns spots de mergulho poderão ter a vantagem de estarem em zonas menos concorridas e menos frequentadas ao longo dos anos, o que em teoria poderá significar recifes em melhor estado de conservação. Na prática, estará a mergulhar em recifes diferentes, com a qualidade que é habitual ter no Mar Vermelho. No limite poderá mergulhar já relativamente perto da fronteira com o Sudão, em recifes menos frequentados.


A nossa proposta recai na Emperor Fleet, que é o nosso operador de liveaboard preferencial, se bem que em qualquer altura poderemos sugerir outros operadores ou outros barcos, no sentido de ir ao encontro das suas expectativas. Com partidas de Marsa Ghalib até Hamata Port, terá ao seu dispor uma série de rotas alternativas que cobrem uma grande parte da costa Sul do Egipto. Por norma são viagens com uma duração de uma semana, sendo possível estendê-la às duas semanas. São os programas customizáveis, para os quais nos terá que consultar. A quantidade de naufrágios diminui imenso, sendo compensada com excelentes recifes.


AS ROTAS      •      TEMPOS DE NAVEGAÇÃO •      NÚMERO DE MERGULHOS •      ÉPOCA IDEAL •      HOT SPOTS



As rotas em direcção a Sul têm tempos de navegação maiores, cobrindo também extensões de costa mais longas. Os portos de embarque são Port Ghalib, Marsa Alam e Hamata Port. Os dois últimos implicam um transfer por terra desde o aeroporto de Marsa Alam, mas serão as melhores escolhas para navegar até ao limite Sul. Sugerimos a consulta aos percursos em autocarro no link à direita.



Tempos de Navegação
Ao contrário das rotas a Norte, as rotas a Sul não têm o labirinto de pequenas ilhas e de recifes que permitem tempos de navegação curtos. A grande maioria dos mergulhos são feito ao longo da costa, sendo por isso cobertas distâncias maiores. Conte portanto, com tempos de navegação em média mais longos, que terão como objectivo cobrir distâncias costeiras maiores, para que no regresso - que será o percurso inverso - ainda tenha spots diferentes e com qualidade para mergulhar. Uma técnica habitual deste operador é percorrer logo no primeiro dia uma longa distância em direcção a Sul, para depois ir subindo gradualmente a costa. Desta forma, fará a viagem mais desgastante enquanto ainda está fresco e com a expectativa de fazer grandes mergulhos. Será também a altura ideal para sem pressas, ir preparando todo o seu equipamento de mergulho e de imagem. Até Ras Banas, andará sempre junto à costa. A ida para Zabargad implicará mais tempo de navegação, desta vez em mar aberto. Mas não se preocupe, pois a travessia será feita durante a noite.

Número de Mergulhos
Este é outro dos factores aliciantes num liveaboard. Estando num hotel flutuante, a facilidade com que se cai no mar é impressionante. Como existem uma série de rotas com durações e destinos diferentes, assim mudará a quantidade de mergulhos que irá fazer. Em números redondos, no primeiro dia de liveaboard poderá fazer dois ou três mergulhos, consoante haja mais ou menos navegação, nos restantes dias é normal fazer quatro mergulhos por dia - com um nocturno - e no dia de regresso ao porto ainda poderá fazer um ou dois mergulhos pela manhã. É muito variável, mas numa semana e numa rota normal, poderá fazer até vinte mergulhos num mar com uma vida marinha fabulosa. Dependerá sobretudo da sua vontade e da sua capacidade física, pelo que recomendamos que mergulhe sempre, que possível, com nitrox.

Época Ideal
Se bem que seja possível fazer as rotas Sul durante todo o ano - desde que o mar o permita - existem épocas ideais para realizar estas viagens pelo Mar Vermelho. Os meses de Dezembro a Abril são os mais ventosos, podendo condicionar algumas linhas de navegação e alguns spots mais desprotegidos. A travessia em mar aberto até à Ilha de Zabargad, assim como até Rocky Island poderá ser muito condicionada com um mar um pouco mais agreste. Durante os meses de Verão, as condições de navegação roçarão a perfeição, sendo esta a janela temporal ideal para fazer estas rotas e em especial para mergulhar em Zabargad. O mês de Julho é por excelência o mês para ver a maior parte das espécies de pelágicos, em especial Tubarões, que têm a tendência de se aglomerarem nas zonas mais afastadas da costa. Vale a pena ir lá deitar um olho e fazer uma série de mergulhos.

Hot Spots
A lista dos melhores mergulhos poderá ser colossal... ou mínima, tudo dependerá da sua experiência e da sua expectativa! Mas adequando o seu ponto de vista à realidade, terá a oportunidade de mergulhar em spots muito bons, tanto no que respeita aos recifes propriamente ditos, como às espécies residentes e aos pelágicos. Nestas rotas, os naufrágios não fazem parte da lista de melhores mergulhos. Para que fique ainda mais entusiasmado, sugerimos três spots ou zonas de mergulho, daqueles de chorar por mais: Elphinestone, um dos recifes mais carismáticos (e com razão!...) do Mar Vermelho, em que duas paredes apenas, mas com o fundo a perder-se nas profundezas, fazem as delícias mesmo do mergulhador mais exigente; Zabargad, que pelo seu posicionamento a cerca de 80 quilómetros da costa, é muitas vezes palco de encontros imediatos com muitos Tubarões, pelo meio de recifes praticamente em estado virgem; St. John's Reef, também algo afastado da costa, onde poderá mergulhar em lindas cavernas, apreciar jogos de luz e nadar por entre um labirinto de recifes a fervilhar de vida. A título de curiosidade, a fronteira sudanesa fica apenas a 40 quilómetros a Sul deste recife.


Valor indicativo

Peça-nos um orçamento através do endereço Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou do número 21 300 70 10.

O Peixe Voador é uma marca registada comercializada sob responsabilidade da Equador e Mendes, Agência de Viagens e Turismo, Lda.
Sede Social: Torre Oriente, Av. Colégio Militar 37F 5°, 1500-081 Lisboa. Capital Social EUR 100 000. Matric. CRC Lisboa/NIPC n.º 505 184 958. RNAVT n.º 2356.