Gratis Joomla Templates by Hostmonster Coupon

Cocos

Perdidos algures no Pacífico
A Costa Rica é um dos destinos de férias mais apetecidos para quem for apreciador de paisagem, vida animal e muita adrenalina. Este país foi abençoado com uma impressionante variedade geográfica, que resultou numa ainda mais impressionante variedade de espécies animais e vegetais, tanto terrestres, como marinhas. Imagine um dia passado em plena selva tropical, depois num labirinto de vales e cursos de água, depois a fazer rappel, depois a tomar banho numa baía espectacular, e por aí fora. Se tiver tempo, a Costa Rica é um poço sem fundo de actividades, sempre em estreito contacto com a sua fabulosa riqueza natural.


Mas como somos mergulhadores, a nossa proposta vai no sentido de fazer uma viagem até Cocos, uma das melhores zonas de mergulho do mundo. Este pequeno ponto negro perdido algures no meio do oceano, é um dos Parques Nacionais da Costa Rica, como tal, muito bem conservado e com fortes medidas proteccionistas. Haverá poucos locais tão bons para ver cardumes de Tubarões, como em Cocos. É uma viagem dura, com perto de 36 horas de navegação, mas que valem cada minuto. A vida animal que vagueia naquelas águas é algo de extraordinário. São cardumes de pelágicos a perder de vista, algo que por norma apenas vemos no nosso imaginário. Com o tipo de barco que propomos estará em plena expedição geográfica!


A VIAGEM      •      PARA MERGULHAR       •      SUBMERSO      •      A TER EM CONTA


A viagem

Quando ir
Mergulhar neste local tão especial permite ter uma experiência muito gratificante. Convém portanto, ir na melhor altura. Recomendamos que faça a sua viagem entre Maio e Outubro, que é quando existe uma maior concentração de pelágicos. Mas nem tudo são rosas; esta é também a estação das chuvas, podendo condicionar os dias de sol com que se sonha. Por outro lado, a água está mais quente. Se for entre Novembro e Abril, fará uma travessia mais calma, terá melhor visibilidade, mas terá menos vida em seu redor. Venha o diabo e escolha! Equilibrar todas estas variáveis dependerá também da sua disponibilidade e da sua expectativa. Fale connosco e em conjunto certamente que chegaremos à melhor solução para si.

Fora de bordo
Tendo em conta a grande dependência que este liveaboard tem das condições climatéricas, nomeadamente as do mar, é de extrema importância que fique uma noite em terra, tanto na chegada como na partida. Desta forma conseguimos garantir que não perderá a sua fantástica viagem, por causa do tempo ou outro imprevisto. Na chegada e após as formalidades de entrada no país, será transferido para um hotel em San José, preferencialmente um que tenha acordo com o operador de mergulho. No dia seguinte será levado até ao porto de embarque, em Puntarenas. Será um percurso de duas horas e meia, pelo meio duma paisagem espectacular. No final da viagem, será levado de novo ao seu hotel e no dia seguinte terá um transfer para o aeroporto. Todos estes serviços poderão ser efectuados pelo próprio operador de mergulho, desde que optemos por determinados hotéis em San José. Consulte-nos!

Extensões
Prepare-se para gastar mais dias de férias! A Costa Rica tem uma lista de actividades e de locais para visitar que nunca mais acaba! Recomendamos portanto, que se concentre apenas neste pequeno país, que no entanto é enorme em oferta. Tudo dependerá dos seus gostos pessoais e da forma como encarará esta viagem. Poderá ter uma experiência tal e qual os livros de aventura, passeando de canoa pelos canais da floresta chuvosa, poderá praticar desportos radicais, tais como rafting, tubing, slide ou rappel, ou então apreciar praias e montanhas. Mais variado torna-se difícil. Não se admire de se cruzar com crocodilos ao vaguear de barco pelos canais da floresta tropical! Os Colibris são um dos ex-libris da Costa Rica. Uma passagem por Monteverde e por Cerro de la Muerte são obrigatórias.     • VOLTAR •


Para mergulhar

Embarcações
Para este destino, optámos por dois operadores cuja fama os precede; a frota da Aggressor e a frota do grupo Undersea Hunter. Ambos disponibilizam serviços e barcos com uma qualidade irrepreensível. E são três os barcos que lhe propomos: o Okeanos Aggressor, com 33 metros de comprimento, velocidade de cruzeiro de 10 nós, com 10 cabines para um total de 22 passageiros, o MV Sea Hunter, com 36 metros de comprimento, velocidade de cruzeiro de 10 nós, com 8 cabines para um total de 18 passageiros e o MV Undersea Hunter, com 28 metros de comprimento, velocidade de cruzeiro de 9 nós, com 7 cabines para um total de 14 passageiros. Todas as cabines têm casa de banho privativa, com duche de água quente. Naturalmente que todos os barcos têm solário, sala de estar com televisão, sala de refeições, zonas para arrumar todo o equipamento, áreas reservadas ao equipamento de fotografia e de vídeo, zonas de lavagem, etc. O nitrox está disponível a bordo. Para obter mais detalhes sobre estes operadores e as suas embarcações, sugerimos que consulte os links em rodapé.

Operação e logística
Se mergulhar com um destes operadores, poderá optar por um programa de oito, dez ou doze noites. Se bem que as rotas estejam pré-definidas, as condições climatéricas poderão influenciar o seu programa de mergulho, no sentido de contornar eventuais imprevistos do mar e dessa forma optimizar os seus mergulhos. Prepare-se para uma longa travessia de 30 a 36 horas, porque a ilha de Cocos está a 500Km de distância do continente! Terá tempo de sobra para preparar todo o seu equipamento. Uma vez chegado ao destino, conte com dias de mergulho de sonho, porque irá estar num dos melhores locais de mergulho do planeta. Poderá mergulhar até quatro vezes num dia de mergulho normal; dois mergulhos pela manhã, um mergulho pela tarde e um mergulho nocturno, por volta das seis da tarde e ainda antes do jantar. Caso o barco esteja com a lotação esgotada ou assim se justifique, os mergulhadores serão partidos em dois grupos, fazendo-se um sistema de rotação de spots de mergulho, para que estejam grupos pequenos em contacto com a vida marinha. No regresso, chegará a Puntarenas no início da manhã, sendo de imediato transferido para o seu hotel em San José.     • VOLTAR •


Submerso

Temperatura e visibilidade
A Ilha de Cocos está em plena faixa tropical, ou seja, é um monólito de formas estranhas, perdido no meio do mar, mas carregado de vegetação tropical. Chove imenso no verão, razão pela qual Cocos tem tanta vida residente. Falando da temperatura da água, esta zona é muito influenciada por correntes fortes, que por sua vez condicionam o gráfico de temperaturas. Conte com um intervalo entre os 23º e os 25º durante o inverno e entre os 26º e os 29º no verão. Conte também com muitas termoclinas! O tradicional fato de 3mm poderá ser insuficiente, poderá ter que adicionar um colete ou então optar por um fato de 5mm. Quanto a visibilidades, tudo é possível, desde fracas até cenários a perder de vista. Tudo dependerá da época do ano, da chuva, do plâncton, etc. Quis a ironia do destino que a melhor altura para ver pelágicos fosse também a altura de pior visibilidade, mas neste caso, é mesmo o plâncton que dita as regras! Quando falamos em pior visibilidade estamos a falar de 18/20 metros sem sol, o que continua a ser excelente. No inverno, a visibilidade poderá disparar para valores inacreditáveis, com dias cheios de luz, mas lá está, com menos bicharada para observar.

Tipo de mergulhos
Respondendo de forma muito directa, os mergulhos em Cocos são "diferentes". A topologia submersa da ilha é extremamente irregular, tendo em conta a sua origem vulcânica. Conte com spots de mergulho vindos de outro planeta, com paredes verticais, encostas, enseadas, arcos, túneis, passagens, cavernas, etc. As correntes poderão ser quase uma constante, pelo que uma grande parte dos mergulhos serão drifts, com termoclinas e enormes cardumes pelo meio. Com profundidades desde os seis aos quarenta metros, tudo é possível. No entanto, Cocos é claramente um destino para mergulhadores com bastante experiência, dado o grau de exigência da maior parte dos spots. Corrente, corrente e mais corrente, muita adrenalina, controle de profundidade, limites não-descompressivos, mergulhos no meio do azul (e de massas de peixe!...), tudo isto irá fazer com que tenha que pôr em prática tudo aquilo que aprendeu. Mas vale bem a pena! As baixas são outro dos pontos altos deste destino. São pequenas montanhas submersas, perto da ilha de Cocos, onde decorre muita acção. As estações de limpeza são por lá.

O que se pode ver
Quem vai para Cocos, nem sequer pensa em ver pequenas criaturas. Os seus sonhos estão minados com cardumes de grandes pelágicos! Não poderia ser mais verdade. Apesar de alguns spots terem bastante vida pequena agregada à rocha, o prato forte está no meio do azul. Consoante a sua estrelinha da sorte, poderá ver Tubarões Baleia, Mantas, Tubarões Tigre, Raias, Barracudas, Golfinhos e o prato forte, cardumes dos fabulosos Tubarões Martelo. Existem relatos de cardumes com mais de 300 unidades! Poderá ser o mergulho da sua vida! Como se não bastasse, os cardumes de Jackfish são pura e simplesmente brutais, com picos de acção dignos de ser vistos. E poderá estar lá no meio... Nas paredes de rocha escura poderá avistar Moreias, Lagostas, cardumes residentes de algumas espécies tropicais, Tartarugas, etc. São as cores que completam o cardápio de mergulhos. Peça ao seu guia de mergulho para lhe mostrar o irreal Rosy-lipped batfish, espécie endémica de Cocos.

Hot spots
Mais um destino em que se torna difícil eleger os melhores spots. Basicamente são todos do outro mundo e a sua qualidade está completamente dependente das condições do mar e da bicharada grande que se lembrar de passar por lá. Ainda assim, é possível dar algum destaque a dois spots de mergulho: Dirty Rock fica na costa oeste da ilha de Cocos e é um spot em que as formações rochosas muito irregulares se conjugam com uma actividade espantosa no azul. Chamam-lhe um mergulho muito dinâmico. No topo da lista está Bajo Alcyone, um spot de mergulho que não há palavras para o descrever. Fica na costa leste da ilha de Cocos e os operadores locais afirmam que é um dos melhores mergulhos do mundo. Poderão estar cheios de razão. Só mesmo indo lá ver, mas dizem as más línguas que os cardumes de Tubarões Martelo poderão ser a perder de vista. Imagine! Os mergulhos nocturnos poderão ser algo de arrepiar, tendo em conta a actividade nocturna dos Tubarões de Pontas.     • VOLTAR •


A ter em conta

Cuidados de saúde
Não existe malária na Costa Rica. Não tenha medo das picadas de mosquito, se bem que convém levar repelente, porque em final de dia os ataques são frequentes. A água é potável na maior parte dos locais, mas por uma questão de segurança e de estômago também, beba água engarrafada. Não é necessário qualquer tipo de vacinas. Atenção que vai desidratar muito; beba muita água e tenha cuidado com o sol, que poderá fazer estragos na sua pele.

Formalidades
Apenas necessita de ter um passaporte válido por um período de pelo menos seis meses a contar da data de chegada. Não necessita de visto de entrada, mas irá ter que pagar uma taxa de saída do país de $26. Leve o dinheiro certo, porque não lhe darão o troco.

Bagagem
Consoante voe com a Iberia ou com a Continental, assim a política de bagagem será diferente. Sugerimos a consulta dos links em rodapé ou então que nos consulte para irmos ao encontro do que será melhor para si. A Continental por exemplo, permite uma bagagem de cabine muito interessante para quem leve material fotográfico ou de vídeo.

Aspectos práticos
Recordamos que andará a navegar em plena região dos trópicos, pelo que terá pela frente um sol fortíssimo, capaz de fazer estragos logo no primeiro dia. Leve muito protector solar de índice elevado, leve roupa leve para as noites e leve também um adaptador de tomadas do tipo americano, se bem que por norma todos os barcos estão preparados para as nossas fichas europeias.


Valor indicativo

• TOPO •



Peça-nos um orçamento através do endereço Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou do número 21 300 70 10.

O Peixe Voador é uma marca registada comercializada sob responsabilidade da Equador e Mendes, Agência de Viagens e Turismo, Lda.
Sede Social: Torre Oriente, Av. Colégio Militar 37F 5°, 1500-081 Lisboa. Capital Social EUR 100 000. Matric. CRC Lisboa/NIPC n.º 505 184 958. RNAVT n.º 2356.