Gratis Joomla Templates by Hostmonster Coupon

Phi Phi

O cenário quase irreal das Ilhas Phi Phi
A Tailândia é um daqueles países que dispensa apresentações. A sua fama é tal que rapidamente se transformou num dos destinos turísticos mais apetecidos. A sua riqueza em inúmeras vertentes faz com que qualquer pessoa se sinta plenamente realizada. A amplitude das paisagens é acompanhada de perto pela variedade de actividades possíveis: desde o puro divertimento ao espaço Zen, desde a aventura pura e dura aos passeios lânguidos, ou desde o cume duma montanha ao fundo do oceano. O mais difícil vai ser mesmo conseguir encaixar tantas actividades numa viagem de mergulho, que é por si só já repleta de adrenalina!


Desta vez, propomos-lhe algo de diferente. Algo de que jamais se esquecerá. A uns escassos 20 minutos em lancha rápida de Phuket, fica um pequeno paraíso terreno; são as Ilhas Phi Phi, cuja fama as precede. E de facto são merecedoras desse carisma; escarpas verticais, cobertas de vegetação verde luxuriante contrastam com o azul-turquesa das baías em seu redor, as palmeiras lambem as praias ao sabor da brisa que vem do mar, as lagoas interiores, de cores diferentes, desafiam a nossa imaginação. Será que existe local mais belo? Phi Phi Don, ou Phi Phi Lei, cada ilha complementa a outra, desafiando os turistas a um contacto com uma Natureza com uma beleza invulgar.


A VIAGEM      •      PARA MERGULHAR       •      SUBMERSO      •      A TER EM CONTA


A viagem

Quando ir
Em virtude do seu posicionamento no globo e da sua geografia alongada, a Tailândia goza de dois climas distintos, um a Norte e outro a Sul. Para visitar a zona Norte, a melhor altura será entre Novembro e Maio, com temperaturas agradáveis nos primeiros meses e muito calor nos restantes. Algo de parecido se passa com a zona Sudoeste, onde se encontram as ilhas Phi Phi. A melhor janela temporal será entre Dezembro e Abril, pelo menos é o que rezam as estatísticas. São excelentes notícias para o caso de querer fazer um mix de férias de mergulho com por exemplo, uma incursão pelo Norte do país. Montanha, selva, praia e mergulho, é esta a nossa proposta.

Onde ficar
É muito difícil escolher onde ficar nas ilhas Phi Phi. São muitos os resorts onde não nos importaríamos de passar semanas a fio... contudo, a nossa proposta recai em três resorts, todos eles na costa nordeste da ilha. São eles o Holiday Inn Resort, um hotel onde a palavra "simplicidade" reina em cada recanto, o Zeavola Resort & Spa, cujo luxo fala tão alto e o Phi Phi Island Village, com um equilíbrio mágico entre minimalismo e qualidade de serviço. Cada um em seu estilo, mas todos com argumentos muito fortes, para tornar a sua experiência na Tailândia ainda mais rica. Poderá ter uma antecipação da sua estadia, navegando pelos links em rodapé, sendo que tentaremos adequar a melhor solução ao seu caso.

Além do mergulho
Escolher este destino como sendo a sua próxima viagem, tem implícito um enorme desejo de comunhão com a Natureza, sem grande rebuliço em seu redor. É de facto um pequeno paraíso terreno, onde a mais-valia é precisamente gozar o mar, as palmeiras, a brisa quente e a paisagem. Ficará hospedado em Phi Phi Don, onde estão todos os hotéis, contudo, uma visita a Phi Phi Lei dar-lhe-á uma visão ainda mais marcante deste ponto do globo. Esta irmã mais pequena, por assim dizer, não é habitada, o que de certo será do seu agrado! Outro cenário idílico a não perder é Maya Bay, imortalizada pela indústria cinematográfica. Poderá também fazer deliciosos passeios em caiaque, ou então aumentar a adrenalina e fazer escalada nas escarpas a pique...

Extensões
Para que tenha uma óptima experiência neste país fascinante, recomendamos duas extensões, uma completamente urbana, a outra, assim mais do género selva-e-montanha-e-cultura-e-espírito. Bangkok, a capital da Tailândia, tem tanto para oferecer, que uma estadia de dois ou três dias é obrigatória, por exemplo, logo à chegada. Os bairros tradicionais, as famosíssimas Patpong streets para fazer compras, a gastronomia ou um passeio de barco pelos canais, o melhor é experimentar um pouco de tudo. Não perca também uma viagem alucinante de tuktuk pelo meio do trânsito de Bangkok. Por outro lado, o Norte da Tailândia encerra inúmeros tesouros, entre os quais, Chiang Mai, a cidade-cultura. Perdida e achada no meio da selva e das montanhas, este espaço oferece paisagem, história, tradição e espiritualismo. Algo a não perder.     • VOLTAR •


Para mergulhar

Centro de mergulho
Todos os resorts que lhe propomos têm um centro de mergulho a operar dentro do próprio resort, ou seja, descanse que não vai ter que se aborrecer com mais transfers. Os barcos serão na maior parte dos casos em fibra, construídos de raiz para o mergulho, com motores muito potentes, para que possa mergulhar nos spots mais remotos. Zona de lavagem e secagem do equipamento, loja de artigos de mergulho, sala de formação, aluguer de equipamento, enfim, tudo aquilo que um mergulhador está à espera em hotéis deste nível.

Operação e logística
Poderá optar por um programa descansado, com dois mergulhos diários. Um mergulho pela manhã e outro pela tarde, com muito tempo pelo meio para descansar. Caso queira um programa mais activo, poderá mergulhar até quatro vezes por dia, fazer mergulhos nocturnos e saídas com a duração de um dia. Para que tenha as melhores condições em cada spot, os grupos têm no máximo seis pessoas, boas notícias sobretudo para os mergulhadores que pretendam fazer fotografia ambiente. Uma grande parte dos spots de mergulho estão num raio de acção de 15 minutos, com deslocações mais longas até aos spots mais afastados. Só a viagem de barco irá ser uma experiência a recordar! Terá ao seu dispor chá ou café depois dos mergulhos.

Adicionais
Mergulhos nocturnos, mergulhos customizados, saídas de um dia, mergulhos temáticos, poderá localmente agendar o seu programa, de acordo com o seu gosto pessoal e com a disponibilidade do operador de mergulho. • VOLTAR •


Submerso

Temperatura e visibilidade
O mar em redor das ilhas Phi Phi tem uma muito ligeira oscilação de temperatura, nomeadamente entre estações. Entre Novembro e Fevereiro poderá mergulhar em águas de 26º a 27º, enquanto que no resto do ano, a temperatura não baixará dos 28º. Perfeito para que dê uso ao seu fato de 3mm. No que respeita à visibilidade, tudo é possível! Consoante as condições climatéricas e/ou a estação das chuvas, poderá encontrar visibilidades mínimas na ordem dos 10 metros, ou no extremo oposto, poderá gozar picos de visibilidade acima dos 30 metros. Em média, é normal ter entre 20 a 25 metros de visibilidade ao longo de todo o ano.

Tipo de mergulhos
Neste campo, podemos dizer que a mais-valia desta zona do globo não é tanto a variedade de tipos de mergulho, mas mais a variedade de topologias, associadas a muita vida marinha, tanto residente como pelágica. Os fundos variam entre os 10 e os 40 metros, uma grande parte das baixas fervilham de vida por estarem isoladas no meio do azul, as paredes estão cobertas por todas as cores e as formações rochosas originaram percursos invulgares, cheio de túneis, recantos, pequenas cavernas, etc. Alguns dos spots de mergulho, precisamente por estarem afastados de Koh Samui, sofrem as boas consequências de terem correntes fortes, situação ideal para fazer um fabuloso drift e observar bicharada grande.

O que se pode ver
Convém que faça todos os mergulhos com um olho no recife e com o outro no azul! De facto, o mar em redor das ilhas Phi Phi pode-se orgulhar de ter uma lista notável de espécies "residentes", desde pequenas criaturas até aos gigantes dos oceanos. As paredes estão literalmente cobertas por Esponjas e por Coral mole de todas as cores e feitios, em feroz competição com o Coral duro e com as Anémonas gigantes, que chegam a fazer autênticos tapetes, mesmo a poucos metros da superfície. As Tartarugas adoram comer esponjas, por isso não se admire de as ver. Pequenas criaturas, como Nudibrânquios estranhos e Camarões, são fáceis de descobrir em qualquer mergulho. Ao contrário do que é usual noutras paragens, os Triggerfish juntam-se em áreas consideráveis e fazem as suas posturas. Cuidado, não se aproxime, porque a reacção deles poderá ser bem agressiva! Do lado do azul, Mantas, Barracudas, Atuns, o gigante Tubarão Baleia (quem sabe...) poderão fazer uma aparição e desta forma contribuir para que os seus mergulhos subam em qualidade. Nos fundos, as Raias são sempre uma mais-valia. Há quem diga ter visto Tubarões Touro e Marlins...

Hot spots
Graças a uma grande variedade de topologias submersas, as ilhas Phi Phi oferecem grandes mergulhos, tanto a mergulhadores experientes, como aos que acabaram de tirar o curso. Para estes, Maya Bay é o local perfeito; 18 metros de profundidade máxima, num local protegido e cheio de vida marinha. Para os mais experientes, recomendamos Shark Point, cujo nome dispensa mais desenvolvimentos, e Koh Bida, onde os corais formam extensos jardins submersos. Os pelágicos adoram este spot. Por último, sugerimos uma visita ao King Cruiser, para os viciados em ferrugem tirarem a barriga de misérias. Trata-se de um naufrágio de fácil penetração, com muito peixe e muita luz.

Saídas especiais
Existe a possibilidade de, localmente, organizar saídas de um dia inteiro, por forma a explorar spots de mergulho ainda mais remotos, ou em alternativa, de combinar excelentes mergulhos com visitas a praias e enseadas paradisíacas. Consulte-nos para obter mais detalhes. Mergulhos nocturnos, mergulhos em corrente ou mergulhos em spots ainda por explorar, tudo é possível de ser organizado localmente. Uma possibilidade é contratar um liveaboard com destino às fabulosas e pouco exploradas ilhas Similan. • VOLTAR •


A ter em conta

Cuidados de saúde
Presentemente, a Tailândia não requer que os turistas façam qualquer tipo de vacinação. Se o seu destino é apenas a zona costeira, não terá que se preocupar com este tema, contudo, se optar por fazer uma passagem pelo Norte do país, nomeadamente pela montanha e pela selva, sugerimos que vá a uma consulta do viajante. Por uma questão de bom senso, beba água engarrafada e exija que abram a garrafa à sua frente.

Formalidades
Para entrar na Tailândia, irá necessitar de ter um passaporte válido por um mínimo de seis meses e de requerer um visto de entrada. Existem duas formas de o obter: à chegada ao país, ou então dirigindo-se à Embaixada da Tailândia em Portugal.

Bagagem
Para este destino recomendamos três companhias aéreas, cada qual com uma política diferente no que respeita a limites de bagagem. Sugerimos a consulta aos sites em rodapé, contudo, não hesite em nos consultar para uma pesquisa mais detalhada e mais actualizada.

Aspectos práticos
O sol nestas paragens não brinca em serviço, por isso leve protector solar de índice elevado. A comida é muito barata, assim como os artigos que possa trazer como recordação. Nos mercados e nas zonas da contrafacção, existem réplicas de tudo aquilo que possa imaginar. Se tiver tempo e paciência, regateie até à exaustão e acabará por levar os artigos por um quarto do preço. Em algumas ruas de Bangkok, a venda de produtos relacionados com sexo é de tal forma explícito, que esperemos que não fique chocado! Vá de mente aberta!


Valor indicativo

• TOPO •



Peça-nos um orçamento através do endereço Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou do número 21 300 70 10.

O Peixe Voador é uma marca registada comercializada sob responsabilidade da Equador e Mendes, Agência de Viagens e Turismo, Lda.
Sede Social: Torre Oriente, Av. Colégio Militar 37F 5°, 1500-081 Lisboa. Capital Social EUR 100 000. Matric. CRC Lisboa/NIPC n.º 505 184 958. RNAVT n.º 2356.