Gratis Joomla Templates by Hostmonster Coupon

Tofo

Tofo, Natureza em estado bruto
O Tofo é uma pequeníssima povoação costeira a cerca de 20 km de Inhambane, a capital da província moçambicana do mesmo nome, situada a norte de Maputo. “Povoação” significa neste caso uma meia dúzia de ruas de terra batida, povoadas por gentes locais amigáveis e acolhedoras, com quem se misturam os estrangeiros que lá descobriram o paraíso dos seus sonhos. A vida do Tofo é o mar e a praia, seja como refúgio estival de alguns privilegiados da capital, como território de pesca tradicional da população nativa ou, mais recentemente, como inestimável tesouro dos amantes do mergulho.


Há poucos locais onde seja possível ver normalmente criaturas tão maravilhosas como Mantas gigantes e Tubarões-baleia, e o Tofo é um deles. Essa beleza quase brutal na Natureza e alguns "picos" óptimos para a prática do surf começaram por atrair visitantes da vizinha África do Sul, que se aventuram à estrada para usufruir da experiência única que é o Tofo. A pouco e pouco, o segredo tem sido descoberto por um número crescente de exigentes e experientes amantes do mergulho oriundos de todo o Mundo, cientes de estarem num dos mais espectaculares e exclusivos sítios para mergulhar do planeta. O Tofo é um local de descoberta quase obrigatória, e quanto antes melhor!


A VIAGEM      •      PARA MERGULHAR       •      SUBMERSO      •      A TER EM CONTA


A viagem

Quando ir
O período sensivelmente compreendido entre Setembro e Dezembro oferece as melhores condições atmosféricas do ano, com temperaturas agradáveis e pouca pluviosidade. Corresponde também parcialmente à época de passagens migratórias de cetáceos de grande porte (Junho a Novembro), frequentemente avistados nas deslocações para os locais de mergulho. De Janeiro a Março/Abril as temperaturas são mais elevadas e é a época das maiores chuvas, mas é também quando ocorrem as melhores visibilidades e se podem avistar grandes grupos de Mantas. Os meses de Verão são marcados pelo vento mais intenso e temperaturas mais baixas, mas nem por isso deixa de ser possível visitar o Tofo. Na segunda quinzena de Dezembro e passagem de ano dá-se uma verdadeira invasão de sul-africanos em gozo das suas "férias grandes", pelo que é uma época a evitar.

Onde ficar
O Tofo Mar é um pequeno e simpático hotel de apenas 13 quartos, localizado directamente sobre o areal da praia. Os proprietários portugueses promoveram recentemente uma remodelação da unidade que a tornou numa opção francamente à parte de qualquer das outras existentes na povoação, designadamente equipando todos os quartos com ar condicionado. Um restaurante que funciona durante todo o dia, sala de reuniões, computador com acesso Internet e o bar com esplanada virada para a magnífica praia completam a lista de comodidades. As outras alternativas existentes no Tofo exigem algum "espírito de aventura", em função das características bem mais básicas das suas instalações. Parte delas funciona em sistema de self catering, o que determina a necessidade de abastecimentos na vizinha cidade de Inhambane, e é constituída por construções maioritariamente em madeira e colmo. Tanto a norte do Tofo, na zona da Barra, como a sul, na orla costeira, existem outras soluções como o Barra Lodge, Flamingo Bay ou o Guinjata Resort. A distância a qualquer aglomerado populacional e a precariedade das vias terrestres originam um conceito diferente de estadia, essencialmente confinado ao perímetro dessas unidades. A opção pela estadia no Tofo acarreta a vantagem duma grande proximidade ao local onde habitualmente se avistam Tubarões-baleia.

Além do mergulho
Puro descanso e ócio absoluto são a ocupação de tempo mais comum no Tofo, quando não se está a mergulhar. Isto – é claro – para além de todas as actividades que envolvam o mar! A acolhedora cidade de Inhambane, com a sua característica arquitectura colonial em recuperação, merece bem uma visita – basta recorrer aos tradicionais chapas, os transportes públicos, ou contratar uma boleia local.

Extensões
Moçambique possui um território vasto e uma extensa linha de costa com mais de 2.500 km, ao longo da qual existem ilhas e povoações costeiras onde o turismo começa a ter relevância crescente. Dependendo da duração e dum planeamento de viagem que vá além da vontade de mergulhar no Tofo, é possível programar estadias em locais como Bazaruto, Quirimbas ou Inhaca, onde o mergulho é também uma das actividades disponíveis. A passagem obrigatória por Maputo e a curta distância a que a capital moçambicana fica do famoso Kruger Park criam uma boa oportunidade de prolongar a viagem para o visitar, juntando a beleza dos animais selvagens à das criaturas marinhas do Tofo. A reserva de Niassa fica no norte do país, e ainda sem tendo o desenvolvimento turístico das mais famosas reservas naturais de África proporciona uma excelente oportunidade de convivência com a natureza no seu estado mais bruto.     • VOLTAR •


Para mergulhar

Centro de mergulho
De entre os centros de mergulho existentes no Tofo, elegemos o Diversity Scuba, a que PADI atribui a classificação de Gold Palm 5 Star. Além da particularidade de ser também pertença de portugueses, o Diversity tem uma localização privilegiada junto ao centro da povoação e ao Tofo Mar, e as espaçosas instalações incluem piscina própria (para apoio à realização de cursos de Open Water a Instrutor), departamento de vídeo e um grande terraço com bar e ecrã gigante. Três modernas embarcações com capacidade para entre 12 a 14 mergulhadores e uma equipa de guias experiente e conhecedora dos spots asseguram condições de excelência para pleno usufruto dos fantásticos mergulhos do Tofo.

Operação e logística
O ponto de encontro para as saídas de mergulho é nas instalações do Diversity Scuba, onde são previamente feitos os briefings de cada imersão. As embarcações utilizadas são semi-rígidos, nos quais se embarca directamente a partir da praia (não existe qualquer cais de embarque), sendo os equipamentos para lá transportados pelo staff do centro. Dependendo da distância a que ficam os spots do dia (alguns obrigam a deslocações de perto de 1 hora em cada sentido), podem realizar-se um ou dois mergulhos da parte da manhã, regra geral com vinda a terra no intervalo, e um da parte da tarde.

Adicionais
Os mergulhos nos spots mais distantes da praia do Tofo determinam o pagamento local dum adicional, assim como os enchimentos com Nitrox (o compressor do Diversity Scuba dispõe de membrana). As saídas de snorkeling em busca de Tubarões-baleia e Baleias corcunda são outros programas imperdíveis promovidos pelo Divesity Scuba que também estão sujeitas ao respectivo pagamento local. • VOLTAR •


Submerso

Temperatura e visibilidade
As correntes que se fazem sentir na região originam significativas, e por vezes muito rápidas, oscilações tanto da temperatura da água como da visibilidade. Num mesmo dia, a temperatura pode sofrer variações de vários graus e a visibilidade pode passar de menos de 5 metros a mais de 30, bastando para tanto mudar de spot. A melhor solução é estar preparado literalmente para tudo!

Tipo de mergulhos
A maior parte dos spots do Tofo é constituída por recifes rochosos sobre fundo de areia, em mar aberto, sem qualquer protecção da costa. Esta tipologia obriga a que as descidas tenham muitas vezes que ser feitas com a máxima rapidez, sob pena de se poder ser arrastado por uma corrente para longe do local correcto e com isso comprometer em definitivo o sucesso do mergulho. A bóia de patamar é um equipamento essencial para a segurança deste tipo de mergulhos. Embora existam locais adequados a todos os níveis de certificação, predominam os spots com profundidade máxima na quota dos 30 metros ou mais – é de toda a conveniência possuir certificação e experiência compatíveis com este tipo de mergulhos.

O que se pode ver
Além duma enorme biodiversidade, o que mais impressiona nos mergulhos no Tofo são os encontros com espécies de grande porte. As Mantas gigantes são, sem dúvida, a mais emblemática de todas elas, mas há também diversas espécies de Tubarões, diferentes Raias, Tartarugas, Moreias e grandes Garoupas, entre várias outras. Apesar de ser muito raro acontecer durante os mergulhos, é comum avistarem-se outros gigantes dos oceanos como Tubarões-baleia e diversas espécies de cetáceos, desde Golfinhos a Orcas, passando por algumas espécies de Baleias. O Tofo não é exactamente um paraíso para fotógrafos de macro, até pelas condições em que se realizam muitas das imersões, mas o estado de preservação do recife e a riqueza do ecossistema permite que se vejam igualmente várias pequenas espécies, algumas de grande beleza e raridade. Mas esse não será o principal motivo de interesse de quem vai mergulhar ao Tofo.

Hot spots
O Manta Reef é o local mais famoso da região, pelas razões que o nome revela. Trata-se duma estação de limpeza onde as Mantas são presença quase constante, além de algumas grandes Garoupas e uma infinidade de outras de outras espécies que encontra abrigo nos buracos e reentrâncias do recife. Amazon é um recife em forma ferradura onde Tubarões de recife e grandes cardumes de Barracudas são avistados com frequência. As espécies residentes incluem Tartarugas e Raias de grande porte, entre uma enorme variedade de criaturas do recife – é um dos locais mais distantes do Tofo, vale bem a pena a deslocação até lá! Galleria fica bem mais perto da praia do Tofo e é um spot imperdível. Consiste numa pequena parede entre os 26-28 e os 30-35 metros ao longo da qual nos deixamos levar pela corrente ao encontro das Mantas que frequentemente visitam o local. Grandes Garoupas e Raias são também presença habitual, e é conveniente estar atento ao azul porque há sempre motivos de interesse a passar.

Saídas especiais
As saídas para Amazon e Oasis implicam deslocações em semi-rígido que podem durar até perto de uma hora. Estão sujeitas à existência dum mínimo de mergulhadores para as realizar e obrigam ao pagamento local de um adicional. • VOLTAR •


A ter em conta

Cuidados de saúde
A malária é uma das doenças ainda presentes numa boa parte do território Moçambicano, mas deve ser tida em conta a possibilidade de outras potencias complicações que tornam determinante recorrer a uma consulta de medicina do viajante para planear a sua viagem. Um bom repelente de insectos, um protector solar de índice elevado e o consumo estritamente de água engarrafada são princípios básicos de que não deve prescindir.

Formalidades
Os cidadãos portugueses devem ter passaporte com validade mínima de 6 meses para além da data da viagem e possuir visto de entrada em Moçambique, que pode ser obtido nas representações diplomáticas em Portugal ou à chegada ao país, mediante pagamento local de $80,00 USD por pessoa (valor sujeito a alterações por parte das autoridades moçambicanas).

Bagagem
O Peixe Voador assegura condições vantajosas de transporte de bagagem de porão para os passageiros nos voos operados pela TAP. É conveniente conter o volume e peso da bagagem em função da dimensão dos aviões utilizados nas ligações domésticas, onde o limite de peso por passageiro é mais restritivo e pode obrigar a pagamento adicional.

Aspectos práticos
Euros, Dólares americanos e Rands são divisas aceites com facilidade em Moçambique, mas será conveniente obter Meticais para evitar o risco de transacções em condições pouco favoráveis. Nos meses mais frescos, correspondentes ao nosso verão, o vento e as temperaturas aconselham a que leve alguma roupa com boa protecção térmica – as noites têm tendência a arrefecer. As tomadas e corrente eléctrica em Moçambique são idênticas às europeias, mas há no Tofo algumas tomadas do tipo das usadas na África do Sul devido à afluência de visitantes daí provenientes (não é o caso do Hotel Tofo Mar).


Valor indicativo

• TOPO •



Peça-nos um orçamento através do endereço Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou do número 21 300 70 10.

O Peixe Voador é uma marca registada comercializada sob responsabilidade da Equador e Mendes, Agência de Viagens e Turismo, Lda.
Sede Social: Torre Oriente, Av. Colégio Militar 37F 5°, 1500-081 Lisboa. Capital Social EUR 100 000. Matric. CRC Lisboa/NIPC n.º 505 184 958. RNAVT n.º 2356.