Gratis Joomla Templates by Hostmonster Coupon

Placencia

O País pequeno dos Peixes grandes
O Belize é um daqueles países discretos, que na maioria das conversas sobre viagens às caraíbas, ou fica esquecido, ou então é invocado por todas as razões menos a mais importante, pelo menos para quem mergulha e gosta de ver coisas diferentes. As praias são um espectáculo, os pequenos hotéis à beira mar plantados idem, a selva convida a algumas aventuras em busca de animais selvagens e o que resta das civilizações pré-colombianas quase que exigem uma passagem. Não menosprezando tudo isto, que aliás são óptimos complementos, o melhor que podemos expectar são os mergulhos. Alguns mergulhos.


Algures na costa do Belize, existe uma pequena península que se chama Placencia, que tem uma pequena vila no seu extremo, que se chama Placencia e é neste aparente local perdido que se fazem mergulhos muito especiais. Quis a Natureza que ao largo desta vila, num local chamado Gladden Spit, acontecesse um fenómeno raro que permite a observação directa e praticamente garantida, do maior peixe do planeta. Em alturas muito concretas do ano, grandes concentrações destes majestosos animais fazem deste local um dos melhores para este tipo de avistamento. Se ainda não nadou com este magnífico animal, este é o local para o fazer.


A VIAGEM      •      PARA MERGULHAR       •      SUBMERSO      •      A TER EM CONTA


A viagem

Quando ir
Como qualquer país que fica em plenas caraíbas, o Belize sofre do tradicional clima menos quente e menos húmido na estação menos molhada, que é o Inverno, e mais chuva, mais humidade e eventuais resíduos de tempestades tropicais durante os meses de verão. No entanto, como queremos que veja Tubarões Baleia de certeza absoluta, recomendamos que lá vá entre Março e Junho, mais concretamente fazendo coincidir a sua estadia com as fases de lua cheia. Não havendo obviamente a garantia de nada, as probabilidades são muito, muito boas. Esta altura calha bem também para fazer alguns passeios em terra, pois estará na melhor altura para visitar esta zona do globo. Em Junho poderá começar a sentir alguma mudança, com chuvadas mais frequentes, mais calor e mais humidade.

Onde ficar
Existem várias possibilidades, desde pequenos hotéis junto à praia e com o mínimo de conforto que se pode pedir a um pequeno hotel mesmo a cair para o mar, até aos resorts de luxo, onde nada lhe faltará para ter umas férias perfeitas. Para ficar num hotel sossegado, mesmo em frente ao mar, com conforto q.b. e que seja bastante acessível, sugerimos o Trade Winds Resort. Este hotel não tem centro de mergulho, pelo que terá que contratar os serviços de um centro de mergulho independente. As alternativas, com outro padrão de serviços e de qualidade, poderão ser o Turtle Inn ou o Robert's Grove Inn, onde provavelmente até se esquecerá que está no Belize para ver Tubarões Baleia. EStes dois resorts têm operador de mergulho dedicado. Cá estaremos para o aconselhar a fazer a melhor escolha.

Além do mergulho
Existe uma actividade amada por uns, odiada por outros que é precisamente a arte do não fazer nada. Estando num hotel à beira-mar-plantado, é sempre uma actividade a considerar. Caso tenha bichos carpinteiros, então poderá usufruir de uma série de actividades sem sair de perto do resort em que estiver hospedado. Da lista consta estar na piscina de água doce, andar de bicicleta, andar de canoa ou de caiaque, jogar ténis e ir ao ginásio ou ao jacuzzi. Será uma excelente oportunidade para experimentar fazer vela. Saindo do reino do resort, poderá fazer alguns passeios pelas vilas mais próximas, pela Península de Placencia ou então ir um pouco mais longe e visitar algumas grutas, nomeadamente e da Barton Creek. Vale a pena gastar pelo menos um dia a explorar este pequeno país, nomeadamente nas suas vertentes arqueológica e natural. As Ruínas Maias estão em muito bom estado de conservação. O rafting e pequenos rápidos com grutas pelo meios é algo que também não pode perder.

Extensões
As hipóteses são muitas, dependendo em muito dos seus gostos e das suas expectativas. Irá estar muito perto de outros países com muito para ver e ainda mais para oferecer, nomeadamente, o México e a Guatemala. Qualquer um destes fabulosos países tem um legado arquitectónico pré-colombiano que terá que visitar, caso seja um apaixonado por vestígios da civilização Maia. Tulum e Cobá no México, ou Tikal na Guatemala, venha o diabo e escolha. Como uma das ligações mais prováveis para chegar ao Belize será via Miami, sugerimos que tire mais uns dias e que aproveite para sentir o ambiente peculiar desta carismática cidade dos Estados Unidos. Será certamente um cocktail equilibrado de praia, bons hotéis, melhores lojas e restaurantes, com uma invejável vida nocturna a fazer de cereja-em-cima-do-bolo.     • VOLTAR •


Para mergulhar

Centro de mergulho
Consoante o resort ou o hotel que escolher, terá um centro de mergulho nas próprias infra-estruturas do hotel, ou então terá que se deslocar até ao centro de mergulho mais próximo. As distâncias são curtas, já que Placencia é uma vila muito pequena. Todos eles têm um elevado padrão de qualidade, não fossem todos (ou quase todos) certificados por agências norte-americanas, no que respeita à qualidade do ar das garrafas. De resto poderá contar com as mordomias do costume, como seja, balneário, zonas de lavagem, cacifos, etc. Os barcos são muito bons, potentes e espaçosos, para que numa saída normal, possa fazer dois mergulhos com um intervalo de superfície numa praia de uma ilha paradísiaca.

Operação e logística
Se bem que existam sempre excepções, um dia normal de mergulho andará próximo daquilo que em seguida descrevemos: encontro no centro de mergulho pelas nove da manhã, depois de um faustoso pequeno-almoço resort. A saída do barco será um passeio muito agradável, por entre lagoas, mangais e baías abrigadas, até desembocar em mar aberto. O destino é um recife de nome Gladden Spit, a cerca de 50 quilómetros de Placencia. Este trajecto poderá durar entre 45 a 60 minutos. Fará um mergulho pela manhã e outro pela tarde. O intervalo de superfície será de uma hora e meia a duas horas, numa pequena ilha, onde o almoço será servido na praia. Estará de regresso a Placencia a meio da tarde, mesmo a tempo de tomar uma bebida fresca, antes de poder apreciar o pôr-do-sol.

Adicionais
A organizar localmente e sujeito a disponibilidade, poderá mergulhar em spots mais exclusivos e mais remotos, assim como reservar uma embarcação mais pequena só para si, aumentando a emoção de estar a nadar com os Tubarões Baleia, sem mais pessoas à sua volta. Não seja por isso, sugerimos que nos consulte atempadamente. • VOLTAR •


Submerso

Temperatura e visibilidade
Existem duas estações, mais ou menos bem definidas - chuva e seca - em perfeita harmonia com os gráficos de temperaturas da água do mar. Assim, conte com 24 a 26º de mínimas durante o Inverno e 27 a 29ª durante o Verão. De resto, as termoclinas poderão ditar mergulhos um pouco menos confortáveis, mas isso é daquelas coisas que fará sempre parte do dia-a-dia do mergulhador. A visibilidade é sempre boa, por norma entre os 20 e os 30 metros, se bem que poderá sempre ter experiências radicais, tanto para mais metros, como para menos. A melhor altura para ver os Tubarões Baleia é entre Março e Junho, o que poderá implicar um fato mais grosso do que o tradicional 3mm. Não estrague os mergulhos com o fato errado!

Tipo de mergulhos
A linha de recife que passa em frente ao Belize é um autêntico rendilhado de seres vivos, sendo portanto uma zona muito apetecível para os mergulhadores. Os tipos de mergulho que poderá fazer são inúmeros, nomeadamente de fundo, em paredes que acabam no abismo, em grutas e cavernas, num ou outro naufrágio e no azul. E estes são os mais importantes, porque será desta forma que mergulhará com os colossais Tubarões Baleia. As correntes poderão ser fortes, proporcionando alguns drifts fenomenais. Sugerimos que faça mergulhos no lado de fora da barreira de coral, onde as paredes começam nos 12 e acabam nos 900 metros de profundidade. As Gorgónias são gigantes, ocupam áreas a perder de vista e as visibilidades, sobretudo durante a manhã, são inacreditáveis. Vale a pena lá ir.

O que se pode ver
O recife de Gladden Spit tem um fenómeno que ocorre com uma regularidade desconcertante. Cardumes colossais de Snappers reunem-se no fundo e dão início a um espectáculo pouco vulgar de se ver: o acasalamento! Nuvens de ovos começam a subir em todas as direcções, ao ponto de se confundirem com as bolhas dos mergulhares, posicionados a 20 metros de profundidade, por cima dos cardumes. Esta mistura de bolhas e de ovos ilude os Tubarões Baleia, que se aproximam da superfície para se banquetearem com os ovos e... com as bolhas! Se tudo correr como esperado, terá encontros imediatos de quarto ou quinto grau, pois poderá ver ao mesmo tempo meia dúzia destes animais fabulosos. De todos os locais do planeta onde é previsível avistar estas criaturas, Gladden Spit é o único local onde eles se alimentam de ovos de outras espécies. Como os acasalamentos estão em sincronia com as fases da lua, o cenário está montado! De resto, poderá ver as espécies características da zona caribenha, sempre com cores e comportamentos exuberantes.

Hot spots
Todos em redor de Gladden Spit, para ver os majestosos Tubarões Baleia. Não existe nada mais hot do que um programa de mergulho deste género. Sairá da água com um sorriso até às orelhas.

Saídas especiais
A organizar localmente, existe sempre a possibilidade de mergulhar em spots mais exclusivos e/ou remotos. Caso seja fotógrafo ou videógrafo e leve o seu trabalho muito a sério, poderá tentar contratar saídas privadas, no sentido de obter "aquelas" imagens. • VOLTAR •


A ter em conta

Cuidados de saúde
A malária e outras patologias típicas de regiões tropicais estão erradicadas das zonas costeiras do Belize, mas aconselha-se uma consulta prévia ao Instituto de Medicina Tropical.

Formalidades
Passaporte com uma validade mínima de 6 meses. Os cidadãos da União Europeia estão dispensados da obtenção de visto, sendo-lhes concedida uma autorização temporária de visitante à chegada ao Belize.

Bagagem
A Continental tem uma política de bagagem bastante favorável aos mergulhadores. Sugerimos a consulta ao link desta companhia aérea - em rodapé - por forma a preparar a sua deslocação ao Belize. Não obstante, cá estaremos para o ajudar.

Aspectos práticos
A língua oficial do Belize é o Inglês. Atendendo à grande quantidade de imigrantes oriundos dos países circundantes (principalmente da Guatemala), o espanhol é também falado pela maioria da população. Entre si, os nativos do Belize falam principalmente um crioulo com afinidades óbvias ao inglês. A moeda local é o Dólar do Belize, o qual tem um câmbio "universal" de 2 para 1 Dólar Americano. As duas moedas são correntes em quase igualdade, sendo comum poder pagar ou receber um troco com ambas as divisas.


Valor indicativo

• TOPO •



Peça-nos um orçamento através do endereço Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou do número 21 300 70 10.

O Peixe Voador é uma marca registada comercializada sob responsabilidade da Equador e Mendes, Agência de Viagens e Turismo, Lda.
Sede Social: Torre Oriente, Av. Colégio Militar 37F 5°, 1500-081 Lisboa. Capital Social EUR 100 000. Matric. CRC Lisboa/NIPC n.º 505 184 958. RNAVT n.º 2356.