Gratis Joomla Templates by Hostmonster Coupon

Madeira

A Ilha da Madeira e o seu mar
O arquipélago da Madeira fica mesmo ali ao virar da esquina. Partindo do continente, menos de duas horas basta para usufruir de mergulhos de elevada qualidade. Água quente praticamente todo o ano e boa visibilidade são um dos cartões de visita da Madeira. Mas nem só de mergulho vive o mergulhador! O clima abençoado da ilha permite aos seus visitantes passar dias inesquecíveis; percorrer trilhos na montanha escarpada ou saborear a gastronomia local são bons exemplos disso. O mar tem um azul indescritível, num contraste perfeito com o verde da montanha.


Essencialmente na costa norte, a Floresta Laurissilva serve de testemunho vivo de como seriam as florestas pre-históricas do Terciário, tendo sido classificadas como Património Natural Mundial pela Unesco. As grutas, muito escarpadas, dão outra visão da Madeira; espelham dentro de si a força bruta com que a ilha foi criada. Algumas milhas a sul, as Ilhas Desertas albergam as Focas Monge. Mais a sul ainda, não muito longe das Canárias, as Ilhas Selvagens são um desafio para os turistas mais aventureiros. Se condensarmos todos estes ingredientes e lhe juntarmos os mergulhos, que mais se pode desejar? Da Ponta de São Lourenço a vista é simplesmente soberba.


A VIAGEM      •      PARA MERGULHAR       •      SUBMERSO      •      A TER EM CONTA


A viagem

Quando ir
O clima temperado da Ilha da Madeira faz dela um destino aprazível durante quase todo o ano. Para quem prefere evitar as enchentes típicas do Verão, os meses de Setembro, Outubro e até mesmo Novembro proporcionam habitualmente condições climatéricas muito agradáveis, bem como temperaturas de água e condições de visibilidade convidativas. Durante o Inverno as condições tendem a ser mais adversas, mas só em casos excepcionais se torna difícil a possibilidade de mergulhar. Entre Maio e Setembro é maior a probabilidade dos mergulhos proporcionarem encontros com espécies de grande porte, nomeadamente mantas.

Onde ficar
Mais do que a escolha dum hotel em concreto, O Peixe Voador sugere 3 conceitos diferentes de alojamento: perto do centro de mergulho que recomendamos, permitindo alcançá-lo numa curta e agradável caminhada à beira-mar; em plena cidade do Funchal, com acesso a todas as facilidades típicas de uma cidade cosmopolita; ou numa calma zona costeira a meio caminho entre a cidade e o centro de mergulho. A solução ideal dependerá do seu gosto e do tipo de programa que tenha em mente.

Além do mergulho
O avançado estado de desenvolvimento do turismo na Ilha da Madeira faz com que haja um vasto conjunto de actividades para quando não se está dentro de água, com opções para todos os gostos. Passeios de barco para observação de cetáceos, caminhadas por levadas devidamente assinaladas, escalada, rafting, parapente são apenas alguns exemplos, mas alternativas mais tranquilas como passeios gastronómicos também são opção, não esquecendo a tradicional poncha; aconselha-se cuidado com o consumo – é docinho, e depois não se mergulha mais!

Extensões
A Ilha de Porto Santo fica demasiado perto para que não se dê lá um salto. No cardápio, propomos mergulhos muito bons, praia muito boa e gastronomia do melhor. Tanto poderá ir de avião como de ferry. Consulte-nos para mais informações sobre este destino ou então consulte a respectiva página neste site.     • VOLTAR •


Para mergulhar

Centro de mergulho
O centro de mergulho que sugerimos é o Focus Natura. É servido por uma equipa experiente, conhecedora, simpática e disponível, e conta com instalações funcionais e uma boa logística. As instalações, inseridas num complexo comercial novo - onde também é possível fazer refeições ligeiras - permitem que os mergulhadores tenham todas as mordomias, seja para lavar o equipamento, seja para tomar um banho quente ou para arrumar o material. A partilha de espaço com o Iate Clube de Santa Cruz imprime um bom ambiente visual.

Operação e logística
Para quem optar por prescindir de alugar veículo durante a estadia na ilha, o Focus Natura assegura o transporte rodoviário entre os hotéis que sugerimos e o centro de mergulho (tanto ida como volta). A operação de mergulho do Focus Natura é assegurada por embarcações semi-rígidas, ancoradas mesmo em frente do centro, para total conforto dos mergulhadores. Consoante a preferência dos clientes ou do grupo em que estejam inseridos, assim poderão fazer dois mergulhos pela manhã, no formato de saída dupla ou de saídas simples. Poderão ainda fazer um mergulho pela tarde e assim o mar o permita, um mergulho nocturno.

Adicionais
Mergulhos nocturnos ou saídas especiais de longa distância –como as Desertas ou Porto Santo – estão sujeitas a confirmação e pagamento de um adicional localmente (dependem das condições meteorológicas e de número mínimo de participantes). • VOLTAR •


Submerso

Temperatura e visibilidade
Ao longo de todo ano, a temperatura da água é um dos melhores cartões de visita da Madeira. Os valores poderão oscilar entre os 19º/20º no inverno e os 24º/25º no pico do verão. Permite o uso de um fato semi-seco quando está mais frio ou de um fato húmido de 5mm por exemplo, durante o verão. Já a visibilidade tende a disparar durante a primavera, sendo normal ter uns fabulosos vinte a trinta metros durante o verão. O spot com menor visibilidade fica mesmo em frente ao Funchal, mas dadas as suas características, é um mergulho fabuloso!

Tipo de mergulhos
Os mergulhos são caracterizados pelos fundos rochosos e topologia da ilha, que faz com que se atinjam profundidades significativas muito perto da costa, quase sempre com boas visibilidades. Para quem gosta de naufrágios, a Madeira oferece também alguns locais para mergulhos de eleição, de que é exemplo o Pronto. Este naufrágio encontra-se mesmo em frente ao Funchal e tem um ambiente muito particular. Já o Bowbelle fica a várias milhas de distância, sendo considerado uma saída especial. A Reserva do Garajau é um mergulho para repetir vezes sem conta, com grandes encontros com os Meros e os Badejos residentes. E o Cais do Sardinha nem se fala...

O que se pode ver
Os grandes e pachorrentos Meros são, para muitos, o maior atractivo dos mergulhos na Madeira, mas não lhes falta a companhia de muitas outras espécies para animar cada imersão – Moreias, Raias e Ratões, Barracudas e outras espécies, são apenas alguns exemplos. Badejos, Sargos, Salemas, Talassomas, ou Bogas, cada mergulho revelará a abundância de vida marinha existente nestas paragens. Nos meses de Verão, é frequente avistarem-se algumas Jamantas. E claro, há sempre a possibilidade de um excitante encontro com o Lobo Marinho! No campo mais "micro" as anémonas e os Cavalos-Marinhos são mais difíceis de descobrir, mas é mais que certo que andam por lá.

Hot spots
A Reserva do Garajau, na costa sul da ilha, é sem dúvida a grande vedeta do mergulho na Madeira. A sua fama precede-a e diga-se de passagem que não é em vão! Com uma profundidade que varia dos 14 aos 32 metros, este spot de mergulho garante encontros sensacionais com grandes Meros, que com a sua curiosidade se aproximam dos mergulhadores. Com um pouco de sorte, Badejos Castanhos e cardumes de Barracudas poderão dar o seu ar de graça. Mais para este, mais concretamente na Ponta de São Lourenço, o Cais do Sardinha é um mergulho simplesmente fabuloso! Uma parede vertical, dos 40 metros até à superfície, com coral negro e muito peixe, mas sobretudo com um cenário brutal.

Saídas especiais
Mergulhar nas Desertas ou nas Selvagens será certamente uma experiência fantástica. Algo a somar ao seu percurso como mergulhador. Consulte-nos para estudarmos em conjunto estas possibilidades, pois dependem das condições meteorológicas e de número mínimo de participantes. • VOLTAR •


A ter em conta

Cuidados de saúde
Não abuse da gastronomia, porque mergulhar de barriga cheia pode ser complicado... afinal de contas, está em pleno gozo de férias de mergulho! A temperatura do ar é do mais agradável que se possa imaginar. No entanto, lá para o final do ano, uma camisola poderá dar jeito durante o jantar, não vá apanhar um resfriado.

Formalidades
Como estamos em território nacional, apenas terá que levar o seu bilhete de identidade.

Bagagem
A Sata permite um máximo de 30 quilos de bagagem de porão, o que são excelentes notícias para o mergulhador com mais equipamento. Já a TAP permite condições especiais de transporte de bagagem para clientes d'O Peixe Voador. Leve a caixa estanque numa mala de mão, mas que seja discreta.

Aspectos práticos
Apesar de ser uma viagem de mergulho, está em território nacional. Faça o seu dia-a-dia tal e qual como o faria por cá. Os almoços, mais leves por causa dos mergulhos, poderão ser feitos junto do centro de mergulho. Um prego no bolo do caco e uma bebida servem na perfeição. Caso fique em Santa Cuz, o larguinho da igreja é o local ideal para ir jantar. Comida boa e ainda acessível, tudo a escassos metros do seu hotel. Não se esqueça da carta de condução, caso opte por alugar um automóvel.


Valor indicativo

• TOPO •



Peça-nos um orçamento através do endereço Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou do número 21 300 70 10.

O Peixe Voador é uma marca registada comercializada sob responsabilidade da Equador e Mendes, Agência de Viagens e Turismo, Lda.
Sede Social: Torre Oriente, Av. Colégio Militar 37F 5°, 1500-081 Lisboa. Capital Social EUR 100 000. Matric. CRC Lisboa/NIPC n.º 505 184 958. RNAVT n.º 2356.